Sunday, July 31, 2005

misturando o gelo com as palavras

estou na rua misturando o gelo com as palavras, làgrimas fermentadas sorrisos de fingir. estou na rua e vejo as maos nos corpos e a solidao dos corpos caindo na estrada como em cima da dor quando faltam coisas para fazer o amor. estou na rua, estou no bar misturando o gelo com o sangue, làgrimas fermentadas sorrisos de fingir, agora que sou embriagado, so posso conversar com a madrugada. estou na rua e vejo as maos nos corpos e a solidao dos corpos caindo no chao como em cima do pensamento quando se faz por esquecer o tempo da guerra. estou na rua misturando o gelo nos ohos, vejo ciganos vendendo ouro, arrumadores de melodias tristes. com o olhar disparas-te para o coraçao, a morte do amor caiu no mar e assim o amor è uma etrna profundidade. estou na rua misturando o gelo com as palavra

lobo

0 Comments:

Post a Comment

<< Home